Loading...

16 abril, 2010

GASTROENTERITE

A gastroenterite é um termo geral que se refere a um grupo de distúrbios cujas causas são as infecções e cujos sintomas incluem a perda de apetite, a náusea, o vômito, a diarreia leve a intensa, a dor tipo cólica e o desconforto abdominal. Juntamente com a água, ocorre a perda de eletrólitos (sobretudo de sódio e potássio) do organismo. Para o adulto saudável, o desequilíbrio eletrolítico é apenas inconveniente. No entanto, ele pode causar uma desidratação potencialmente letal em indivíduos muito doentes, muito jovens ou idosos.

Tratamento
Normalmente, o único tratamento necessário para a gastroenterite é ingestão de uma quantidade adequada de líquidos. Mesmo o indivíduo que apresenta vômito deve ingerir pequenas quantidades de líquido, pois este corrige a desidratação, o que, por sua vez, ajuda a interromper o vômito. Quando o vômito for prolongado ou quando o indivíduo apresentar uma desidratação grave, deve ser realizada a reposição hidroeletrolítica (água e eletrólitos) por via intravenosa.

À medida que os sintomas melhoram, o indivíduo pode adicionar gradualmente alimentos leves (p. Ex., cereais cozidos, bananas, arroz, compota de maçã e torradas) à sua dieta. Se a dieta modificada não eliminar a diarreia em 12 a 24 horas e se o indivíduo apresentar sangue nas fezes (indicando uma infecção bacteriana mais grave), drogas como o difenoxilato, a loperamida ou o subsalicilato de bismuto podem ser administradas. Como os antibióticos podem causar diarreia e estimular o crescimento de microrganismos resistentes a eles, raramente eles são adequados, mesmo quando uma bactéria conhecida é a causadora da gastroenterite. No entanto, os antibióticos podem ser usados quando a causa do distúrbio são determinadas bactérias (p. Ex.,Campylobacter, Shigella e Vibrio cholerae ).


Causas
As epidemias de diarreia em lactentes, crianças e adultos geralmente são causadas por microrganismos presentes na água ou em alimentos contaminados por fezes infectadas. As infecções também podem ser transmitidas de pessoa para pessoa, sobretudo quando um indivíduo com diarreia não procede à lavagem das mãos de modo adequado e eficaz. Determinadas bactérias produzem toxinas que fazem com que as células da parede intestinal secretem eletrólitos e água.

Uma dessas toxinas é responsável pela diarreia aquosa, a qual é um sintoma do cólera. Uma toxina produzida por uma bactéria comum, a Escherichia coli (E. coli) pode causar a diarreia do viajante e alguns surtos de diarreia em berçários hospitalares. Algumas bactérias, como certas estirpes de E. coli, Campylobacter, Shigella e Salmonella (inclusive o tipo que causa a febre tifóide), invadem o revestimento interno do intestino. Esses microrganismos lesam as células subjacentes e causam pequenas ulcerações que sangram e permitem uma considerável perda de um líquido que contém proteínas, eletrólitos e água.

Além das bactérias, vários vírus (p. Ex., vírus de Norwalk e o coxsackievírus) causam gastroenterite. Durante o inverno nas zonas temperadas, os rotavírus causam a maioria dos casos de diarreia grave o suficiente para exigir a internação de lactentes e crianças maiores. Além do estômago e do intestino, as infecções por enterovírus e adenovírus também podem afetar os pulmões. Determinados parasitas intestinais, particularmente a Giardia lamblia, invadem ou aderem ao revestimento intestinal e causam náusea, vômito, diarreia e uma sensação de malestar geral.

A gastroenterite pode ser decorrente da ingestão de substâncias químicas tóxicas encontradas em frutos do mar, plantas (p. Ex., cogumelos e batatas) ou em alimentos contaminados. Além disso, a intolerância à lactose - incapacidade de digerir e absorver o açúcar do leite (lactose) - pode causar gastroenterite. Os sintomas, que ocorrem após a ingestão de leite, algumas vezes são irradamente considerados como indicadores de uma alergia ao leite. A ingestão acidental de metais pesados (p. Ex., arsênico, chumbo, mercúrio ou cádmio) na água ou num alimento pode desencadear subitamente náuseas, vômitos e diarreias. Muitos medicamentos, incluindo os antibióticos, também causam cólicas abdominais e diarreia.

14 abril, 2010

3º Lugar por equipas feminino


3º LUGAR por equipas feminino..sim senhor, não esperava outra coisa das minhas moças :)
1ª a sair da água aos 13 min (Raquel)
2ª a sair da água aos 15 min (Andreia)
Restantes a sairem aos 18 min (Carla, Vera e Isa)

Ganda Isa..recuperou facilmente os 5 min perdidos da primeira, chegando à sua frente na meta final.. UM DIA QUERO SER COMO ELA :)

O mar estava um pouco revoltado com tanta gente na cidade de quarteira para assistir ao grande evento do Triatlo Professor Gravata. Houve quem desistisse de apenas entrar na água..contudo a equipa da casa não se fez esquisita e enfrentou as dificuldades apresentadas.

O ciclismo e a corrida, numa maneira geral, era fácil...eu é que ainda tenho muito para trabalhar, aperfeiçoar e melhorar. Para não falar do raio do fato isotermico da natação, que demorei mais de um minuto, à vontade, só para o despir!!!!! QUE M....LOOOOL

A equipa do louletano esteve à altura, destacando-se:
3º lugar por Equipas femininas (Andreia Ponte, Carla Ribeiro e Isa Parreira);
3ºlugar Seniores - Nuno Neves;
3ºlugar V1 - Leonardo Lopes;
1ºlugar V3 - Antonio Raposo;
3ºlugar V3 - João Rita;
1ºlugar V4 - Carlos Cabrita

Avaliação: Positivo

08 abril, 2010

Desporto e Saúde

Relação do Desporto com a Saúde


- Será que o desporto é sempre saudável?
- Quais os desportos mais saudáveis?
- Como é que o desporto faz bem à saúde?

Será que o desporto é sempre saudável?
• Depende da intensidade
- Elevada intensidade: pode ser prejudicial
- Baixa intensidade: pode ser pouco benéfico

• Depende do tipo de desporto
- O exercício aeróbico é melhor que o anaeróbico
- O isotónico é melhor que o isométrico

• Depende de quem pratica o desporto
– Adaptação do desporto ao indivíduo
• Criança, adulto jovem, meia-idade, idoso
• Limitações físicas; etc)

Quais os desportos mais saudáveis?
• Todos os desportos não exclusivamente à base de
trabalho isotónico
- Corrida, marcha, natação, ciclismo, ténis, jogos de equipa
(futebol, andebol, voleibol,.........) etc.
Desde que praticados nos limites fisiológicos
• Desportos menos saudáveis
- Desportos à base de exercício isométrico
(Halterofilismo, Luta, Boxe, Sumo, etc)


Como é que o desporto faz bem à saúde?
• Prevenindo certas doenças
• Atrasando o envelhecimento
• Melhorando a qualidade de vida


Desporto e prevenção de doenças
- Doenças cardiovasculares
( enfarte do miocárdio, angina de peito, acidente
vascular cerebral, etc.)
- Doenças metabólicas
(Diabetes, Obesidade, osteoporose)
- Doenças neuro-psiquiátricas
(Depressão, ansiedade)
- Doenças imuno-mediadas
(cancro, infecções, etc)

Como é que o exercício físico protege contra
as doenças cardiovasculares?

• Controlando os factores de risco cardiovasculares
– Melhoria a nível do colesterol e triglicerídeos
– ↓ tendência do sangue para a trombose
– ↓ Glicemia
– ↓ Gordura corporal
– ↓ Pressão arterial
– Melhoria do padrão alimentar
– ↓ Tabagismo
– Ajuda no controlo o stress


Exercício físico e prevenção da Diabetes Mellitus
• Importante na prevenção da Diabetes Mellitus tipo 2
• A Diabetes Mellitus tipo 2 aumenta drasticamente com o desenvolvimento das sociedades
Principais causas: alimentação + sedentarismo

obesidade
• A evidência mostra que o risco de contrair Diabetes tipo 2
é 30-50% menor em indivíduos fisicamente activos versus
sedentários

Exercício físico e prevenção da Diabetes Mellitus tipo 2
• Paffenger (1991): 6000 homens durante 14 anos
- O risco de Diabetes diminuiu 6% por cada aumento de 500
kcal/semana gastas com exercício
• Manson (1991): 87252 enfermeiras durante 8 A
O risco foi 33% menor nas que praticavam exercício físico pelo menos
1x semana
• Manson (1994): 1271 médicos durante 5 A
O risco de Diabetes foi 36% menor nos que faziam exercício regular
• Perry (1995): 7735 homens durante 13 A
O risco de Diabetes nos fisicamente activos foi 50% menor do que nos
sedentários

Exercício físico e doenças osteoarticulares
• Prevenção e tratamento da osteoporose
(fundamental para a fixação do cálcio no osso)
• Prevenção das artroses
( ajuda a alimentar a cartilagem)

Exercício físico e doenças psíquicas
• Efeito positivo:
- Na ansiedade Quer na prevenção
- Na depressão
- Nas insónias Quer no tratamento
• O efeito ultrapassa o benefício do contacto social
proporcionado pelo desporto

Exercício físico e sistema imunológico
• O exercício físico moderado e regular melhora a
capacidade imunológica
- Protecção contra as infecções em geral
- Prevenção de alguns tipos de cancro
- Atrasa a evolução da SIDA
• Se for demasiado intenso pode ter efeito negativo

Exercício e envelhecimento
• O exercício físico regular ao longo da vida contraria o
normal curso do envelhecimento
- Contraria as doenças degenerativas que aumentam
com a idade (artrose, osteoporose, aterosclerose, etc.)
- Contraria o envelhecimento imunológico
- Mantém a funcionalidade dos músculos e articulações
(manutenção da independência e qualidade de vida)
• Aumento da esperança de vida dos idosos

07 abril, 2010

TRIATLO PROFESSOR CARLOS GRAVATA - Cidade de Quarteira

O IX Triatlo ’10 – Prof. Carlos Gravata – Cidade de Quarteira:

Sábado 10 de Abril 2010
- Aquatlo às 15h00
- Triatlo taça de Portugal às 17h00
Domingo 11 de Abril 2010
- Taça Europa Triatlo prova feminina às 08h45
- Taça Europa Triatlo prova masculina às 11h15

A organização irá necessitar de voluntários. Quem pretender colaborar na organização deste evento terá direito a:
- 1 t’shirt
- Lanche de sábado e Domingo
- Jantar Sábado
- Almoço Domingo
- 1 Credencial Staff
- 1 Entrada no Aquashow

Inscreve-te já... e colabora com o desporto!

1º LUGAR por equipas Feminino

"A equipa feminina do Louletano/AlgarvCycles/LouleJardimHotel, venceu mais uma etapa da Taça de Portugal PORTerra, desta vez no dificil triatlo X-Terra, disputado na Figueira da Foz, para este excelente resultado contribuiram, Carla Ribeiro 9ºlugar(3:39:41), Rita Ribeiro 13ºlugar(4:14:54) e Vera Silva 14ºlugar(4:30:38), deste modo a equipa feminina isolou-se no comando da Taça de Portugal PORTerra."

À pois é...se isto continuar assim, ninguém nos apanha. ehehehehehehe

Prova dura, duríssima. Para um segundo triatlo no meu curriculo desportivo, não foi nada fácil.

Dificuldades: distâncias olímpicas; correr na praia; e ter que andar com a bike às costas.

Confesso que, no dia da prova, a natação era o meu grande "medo", a qual me fez ir muitas vezes ao wc :)...nadar no rio, com correntes "manhosas", e além disso, ter que fazer 1500 m.

Chegando ao fim, a natação foi sem dúvida a parte mais fácil da prova! BTT, 40 Km de piso arenoso, muitos declives, muitos atalhos, muita pedra e alguma lama....tudo ao "gosto do freguês". Chegar ao parque de transição depois de tudo isto, pensar que ainda temos que correr 10 Km..é papinha! :) Ou melhor..seria papinha, se o percurso não fosse, maioritariamente, na praia.

Mas, a verdade, é que a prova foi realizada e concluída..atingindo assim o meu objectivo.

Avaliação: Positivo

29 março, 2010

Triatlo XTerra 1,5/35/10

Figueira da Foz vai receber no dia 3 Abril o Triatlo XTerra, uma competição de Triathlon off-road, que integra o calendário do X-Terra Global Tour e nela podem participar atletas amadores e profissionais e pontua para a Taça de Portugal PORterra.

O X-Terra Portugal vai permitir aos atletas de todo o mundo a possibilidade de conhecerem a região da Figueira da Foz, sendo a prova disputada na distância de 1500 metros de natação, 35Km de bicicleta de montanha e 10Km de corrida. Nesta competição, serão atribuídas vagas para a final do Campeonato do Mundo X-Terra, que se realiza no Maui.

A nível nacional, é pontuável para a competição lançada este ano pela Federação de Triatlo de Portugal e vocacionada para os amantes do todo-o-terreno, a Taça de Portugal PORterra, constituindo a terceira etapa da mesma.

1º TRIATLO Alpiarça/Santarém

Minha gente..

Que loucura que é esta "cena" do triatlo.

Um batalhão de gente dentro de água bem fresquinha.

Simplesmente fantástico: Chegámos dentro da hora marcada. Nervosa, muito nervosa. O meu coração ja batia a 120 bpm, e ainda nem sequer tinha feito o aquecimento. Lá fomos colocar o material no parque de transição (hora de escolher e memorizar o local da "troca").

Perdi-me das minhas colegas. Sabia lá eu que tinha que vestir o fato isotérmico e "tumba" para dentro de água para aquecer!? Mesmo à grande...quentinha estava eu dentro do fato..lool

Senti o reverso da medalha quando fomos chamadas à posição de partida. Ui..água fria, ludra...e um fato que parecia não me deixar respirar.

Malta..a adrenalina sentida dentro de água deixa-nos estaziados...desnorteados! Simplesmente fantástico.

17 minutos dentro de água.. Tenho que melhorar este record :)

Não desisti, não caí, não furei...

6º Lugar para o Louletano/Algarvecycles/LouléJardimHotel feminino

Avaliação: Positivo

17 março, 2010

Próximo desafio - TRIATLO Alpiarça

Ui Ui Ui...

Nadar
Bike estrada

Duas novas experiências!

Receio? Muito...mas com vontade de ultrapassar, usufruir, e acima de tudo divertir.

Responsabilidade? Muita...sim, pq desta vez o meu tempo vai contar para a classificação. Somos apenas 3 raparigas..ai mãe!

Depois conto como correu LOOL

09 março, 2010

1º lugar Duatlo Grândola



Um dia em GRANDE..

Muita lama e água nesta terra..jesus!!

19 Km de BTT, que mais pareciam 30. Lama, lama, lama, água, lama, água.... não me lembro de ver mais nada.

Mais uma vez a aquipa feminina do louletano se comportou à altura de grandes estrelas :)

PARABÉNS..1º LUGAR.

Eu, mais uma vez, consegui acabar a prova..LOL Senti menos dificuldade na segunda corrida, comparativamente às Lezírias.

AVALIAÇÃO: Positivo

02 março, 2010

XVI Duatlo de Grândola

No próximo domingo dia 7 de Março disputa-se o XVI Duatlo de Grândola , o qual engloba a Taça de Portugal PORTerra e o Campeonato Regional Sul, para além de pontuar igualmente para a Green Cup .

As equipas do Louletano/AlgarvCycles/LouleJardimHotel, apresentam-se na máxima força, com 4 atletas femininas e 10 atletas masculinos, com o objectivo de lutar pelos primeiros lugares da classificação da zona SUL, que engloba equipas de Setubal, Alentejo e Algarve.

Eu acredito que sim..que vamos conseguir pontuar de forma gloriosa. Uma boa equipa faz tudo.. FORÇA MALTA

25 fevereiro, 2010

O meu primeiro duatlo

O meu desejo de realizar triatlo despertou desde à cerca de 2 anos, quando,na brincadeira, comecei a praticar BTT com o meu amigo Zé Alberto e a sua Maria. Comecei a realizar treinos de natação e corrida, que se baseavam em treinos de resistência. Em conversa com o Filipe C. apercebi-me que o triatlo requer mais dedicação, mais tempo, mais treinos....pelo que, ponderei bastante no que realmente queria fazer!
Num dos meus treinos de natação antes da época começar senti-me tentada a aceitar a proposta do Filipe, em fazer parte da equipa feminina do louletano.
A minha vida desportista mudou radicalmente...treinos intensos, diários e bidiários...que a cada dia fazem aumentar a "fome" de treinar mais.
Conheci imensa gente..gente fantástica, que me tem apoiado nos treinos, me tem orientada e me tem dado força.

É entao que surge o meu 1º duatlo, nas Lezírias. 34º lugar, simplesmente uma vitória alcançada, para quem apenas queria concluir a prova. E, é apenas o começo...
Para completar este dia maravilhoso, alcançámos o 2º lugar por equipas femininas - MUITOS PARABÉNS.